Tipos de telhados verdes/vegetados

É uma ideia com algumas décadas: telhados planos ou de baixa inclinação cobertos de vegetação, vulgo, telhados verdes ou telhados vegetados.

Repare-se: não se trata de pequenos jardins instalados no topo de edifícios, para atrair pequenos animais e pássaros, ou para nos dar espaços de lazer ou beleza; o seu objetivo é basicamente ambiental e funcional, nomeadamente reduzir as altas temperaturas urbanas e reduzir os gastos de climatização nos edifícios.

Naturalmente, estes telhados põem problemas práticos e questões logísticas difíceis de resolver, e podem ser dispendiosos e inadequados para edifícios e moradias comuns (ver Prós e Contras dos Telhados Verdes).

Dois tipos de telhados verdes

Os telhados verdes podem ser agrupados em dois grandes tipos: 1) modulares, quer dizer, construídos a partir de recipientes de plantas já crescidas, provenientes de viveiros ou de especialistas e… ; 2) telhados vegetais construídos de raiz, com adequada camada de solo e de vegetação.

instalação de um telhado vegetado modularTelhados verdes modulares (Pré-vegetados)

Este tipo de telhados verdes é relativamente fácil de implementar. As plantas são levadas para o topo dos edifícios já crescidas e ambientadas a condições adversas, em recipientes pré-desenhados para se articularem entre si e para garantirem uma adequada drenagem (ver imagem).

Naturalmente, as plantas devem ser selecionadas para suportarem temperaturas adversas e muitas vezes extremas.

Além de fáceis de instalar, estes sistemas são também relativamente baratos; e têm a vantagem de serem facilmente removíveis caso se verifiquem problemas com as membranas ou outros elementos a nível da cobertura dos edifícios.

telhado verde tipo modularHá de qualquer modo que ponderar adequadamente as dificuldades associadas a estes sistemas, nomeadamente a nível da escolha das plantas, algo que deve ter em conta questões climáticas e condições (temperaturas e eventualmente ventos) extremas e adversas.

Lembre-se de que é muito difícil manter plantas saudáveis, por períodos longos, em recipientes plásticos, em condições térmicas difíceis. Só plantas muito bem adaptadas a condições extremas poderão sobreviver por períodos de tempo significativos.

Além disso, não espere um sistema sem manutenção.

Telhados vegetados com camada de soloTelhados vegetados com camada de solo

A IGRA (International Green Roof Association) considera três tipos de telhados vegetais não modulares, envolvendo diferentes custos, edifícios, cuidados de manutenção e custos.

O tipo mais simples, tecnicamente chamado de extensivo, envolve uma camada pouco profunda de solo, e uma mistura de plantas de pequeno crescimento e extremamente tolerantes a secas: plantas nativas de costas marítimas, de regiões semidesérticas e de ambientes montanhosos secos.

O segundo tipo de telhados vegetados considerados pela IGRA é o semi-intensivo. Ele envolve arbustos como a lavanda e plantas perenes e gramíneas herbáceas. A camada de solo é mais profunda que no caso dos telhados extensivos.

O terceiro tipo de telhado verde – o intensivo – envolve a recreação em grande escala de grandes superfícies vegetadas no cimo dos edifícios. Algo que só é possível de concretizar em grandes edifícios, envolvendo milhares de metros quadrados de superfície.

Camadas de materiais associadas aos telhados vegetadosCamadas de materiais associadas aos telhados vegetados

Além de poderem envolver toneladas de solo - com os adequados nutrientes, substratos minerais e adequada altura – os telhados vegetados intensivos envolvem outras camadas e outros materiais:

- uma camada de gravilha ou outro material de drenagem,
- materiais impermeabilizantes (membranas),
- uma camada de isolante térmico (tipicamente poliestireno extrudido), para além de...
- possíveis mantas de materiais plásticos ou outros para prevenir que o vento arraste consigo o solo, ou para proteger os materiais isolantes e impermeabilizantes das raízes das plantas.

 

 

 

Top or Home PageConteúdo relacionado
Contents Topo .... Início