espumas de poliuretano e outros isolantes tÉrmicos projetados e injetados

Isolantes como as fibras celulósicas e minerais (lã de vidro...) podem combinar com aglutinantes (água e colas) de modo a serem injetados ou projetados - através de equipamento próprio - em cavidades de paredes exteriores, ou em tetos e pisos.

Essas combinações são uma alternativa direta a espumas sintéticas, nomeadamente aos poliuretanos de baixa e alta densidade, e ao poliisocianurato.

Espumas de poliuretano e similares

As espumas de poliuretano são obtidas por reação química com agentes como o CO2 ou o HCFC, no momento da sua aplicação por máquinas próprias. O produto expande-se até se transformar numa espuma, com uma composição à base de moléculas de gás, com bom ou excelente valor térmico.

Alguns produtos da família do poliuretano, como o icynene, têm uma baixa densidade e uma textura esponjosa preenchida por ar (em vez de CO2, como os produtos de densidade mais elevada).

Vantagens e Usos

Os materiais injetados e projetados são tipicamente mais baratos do que os isolantes rígidos. Além disso, ao se moldarem às superfícies e cavidades onde são aplicados, podem por essa via propiciar um melhor desempenho.

Instalação

Estes produtos requerem maquinaria própria, para serem projetados e injetados nas cavidades.

Valor térmico

O valor térmico (fator R) do poliuretano de alta densidade ou do poliisocianurato é aproximadamente o dobro do valor térmico dos materiais celulósicos e da lã de vidro. Ver: Quantidade de isolamento térmico a instalar.

O valor térmico inicial das espumas sintéticas de alta densidade diminui com os anos, à medida que o gás que as preenche é substituído por ar, embora se mantenha elevado.

Vantagens dos poliuretanos

As espumas de poliuretano e similares são particularmente adesivas e com ótima capacidade de selagem, além de serem resistentes à água e a agentes biológicos; têm também uma maior estabilidade e uma maior força estrutural do que as fibras celulósicas e minerais, e sobretudo – no caso das espumas de alta densidade - um melhor valor térmico.

Vantagens das fibras  

As fibras celulósicas e minerais são por norma mais baratas do que os materiais sintéticos, e  podem ser aplicadas em superfícies verticais abertas. As fibras celulósicas têm uma excelente relação preço-qualidade, mas a sua baixa resistência à água é um fator importante, a ter em conta.

Vantagens das espumas de baixa densidade

Embora com um valor térmico menor, espumas de baixa densidade como o icynene mantêm o seu valor térmico (fator R) ao longo dos anos, contrariamente aos poliuretanos típicos. Além disso são mais baratas, e resistentes ao fogo, e muito flexíveis; expandem-se facilmente, e selam e preenchem as cavidades com facilidade.

Ver:
Materiais Isolantes Térmicos
Níveis de isolamento térmico desejáveis

 

 

 

Top or Home PageConteudo relacionado
Contents Topo .... Inicio