Tipos de LÂmpadas economizadoras: LEDs, Fluorescentes Compactas (CFL) e HalogÉneo

As lâmpadas incandescentes tradicionais são baratas mas consomem demasiada energia e têm um impacto ambiental muito negativo. A sua substituição por lâmpadas economizadoras pode fechar – à escala mundial - muitas dezenas de centrais elétricas funcionando a carvão, gás e energia atómica.

Infográfico: Iluminação de edifícios e centrais atómicas

Daí a campanha de eliminação das lâmpadas incandescentes, encetada em quase todos os países do mundo. As novas lâmpadas economizadoras podem baixar os consumos com iluminação até cerca de 75%.

Novas fluorescentes compactas (CFL) e novas LEDs de 12-16 watts têm a mesma capacidade de iluminação das lâmpadas incandescentes de 60 watts, e proporcionam todas as cores e os níveis de luz das lâmpadas tradicionais.

Tipos de lâmpadas de baixo consumo

As novas lâmpadas economizadoras são de três tipos:

- as lâmpadas de halogéneo,
- as fluorescente compactas (CFL: Compactas Fluorecentes) e as
- LEDs (Light Emitting Diode).

Os seus preços, duração e consumo elétrico variam imenso.

Lâmpadas de halogéneo

As lâmpadas de halogéneo são de longe as mais baratas (metade, 1/3 ou menos do preço das novas LEDs e CFLs), e permitem poupanças da ordem dos 25% relativamente às lâmpadas incandescentes tradicionais.

Elas podem ser uma boa opção custo/benefício para divisões e zonas de edifícios onde as lâmpadas estão muito pouco tempo ligadas – digamos que 15-20 minutos por dia, em média, no máximo.

As novas lâmpadas de halogéneo têm, segundo os fabricantes, uma duração superior às lâmpadas incandescentes (2-3 vezes superior) embora bastante inferior às CFL e às LED.

cfl fluorescente compacta lâmpadaLâmpadas CFL

As lâmpadas Fluorescentes Compactas (CFL) são significativamente mais caras do que as lâmpadas incandescentes tradicionais ou do que as lâmpadas de halogéneo, embora os seus preços estejam a diminuir.

Elas podem proporcionar poupanças elétricas da ordem dos 75% em relação às lâmpadas incandescentes e podem durar (segundo os fabricantes) cerca de 10 vezes mais do que estas últimas - embora em termos práticos isso dependa bastante da qualidade da lâmpada. 

LED LâmpadaLâmpadas LEDs

A nova geração de LEDs apresenta-se como a iluminação do futuro.

Embora por norma ligeiramente mais caras do que as CFL, elas proporcionam poupanças de eletricidade elevadas (da ordem dos 80% do consumo das incandescentes, segundo os fabricantes) e têm uma durabilidade bastante mais alta (estimada pelos fabricantes em 25 vezes a durabilidade das incandescentes, o que mais uma vez pode pecar por excesso e depender bastante da qualidade da lâmpada).

intensidade luminosa e consumo

Há uma grande confusão a propósito do consumo e da capacidade de iluminação das novas lâmpadas.

Acostumámo-nos a associar a capacidade das lâmpadas aos seus Watts. Mas uma lâmpada CFL de 25 watts tem uma capacidade de iluminação cerca de 4 vezes maior do do que uma lâmpada tradicional com essa voltagem.

Ver: Medir a capacidade das lâmpadas: Lumens em vez de Watts

Usos

As novas lâmpadas economizadoras adaptam-se perfeitamente à maioria dos candeeiros e outros pontos de luz tradicionais, e oferecem a mesma gama de utilizações e gradações de cor.

Há no entanto que ter em conta que candeeiros e pontos de luz antigos podem reduzir a eficácia e a durabilidade das novas lâmpadas economizadoras. E há que não esquecer que a eficácia (e durabilidade) das novas lâmpadas podem variar significativamente. A questão do fabricante e do modelo pode ser muito importante.

 

 

 

Top or Home PageConteúdo relacionado
Contents Topo .... Início