A IMPORTÂNCIA DA EFICIÊNCIA ENERGÉTICA EM EDIFÍCIOS

Confunde-se muitas vezes eficiência energética em edifícios com equipamento eficiente. Mas isso é bastante redutor. Eficiência energética é algo bastante mais vasto.

A eficiência energética em edifícios envolve:

- Altos níveis de isolamento térmico e selagem de correntes de ar;
- Janelas e portas exteriores altamente eficientes;
- Lâmpadas e sistemas de iluminação economizadores;
- Dimensionamento, localização e configuração adequada do edifício e das suas janelas;
- Design e orientação adequada do edifício em relação ao sol e brisas;
- Envolventes vegetais e outras adequadas (quebra-ventos, canalização de brisas, sombra)
- Protecção do edifício em relação aos elementos  (climas extremos)
- Equipamento eficiente (eletromésticos, electrónica...)

Objectivos da eficiência energética

A eficiência energética é mais do que uma simples via de reduzir as nossas faturas energéticas; ela é também uma via de aumentar os nossos níveis de conforto térmico e de combater o aquecimento global.

Há que não minimizar este último objetivo: à escala global de um país, milhões de frigoríficos e outros eletromésticos ou produtos da eletrónica moderna a consumir duas ou três vezes mais do que deveriam, biliões de janelas com vidros e caixilharias/esquadrias ineficientes, milhões de portas baratas que desclimatizam todo o edifício, milhões de casas sem sombreamento adequado no tempo quente, e várias outras aberrações térmico-energéticas, são causa óbvia de altíssimos níveis de consumo elétrico. Ou seja: somos obrigados a ter dezenas ou centenas de centrais de produção de eletricidade fóssil de outro modo seriam dispensáveis, com todos os custos ambientais que isso implica.

Mais ainda: a eficiência energética em edifícios permite reduzir a nossa dependência em relação às energias fósseis e viabilizar as energias renováveis.

Haverão sempre custos significativos e limites a nível da produção de energias limpas.

A tecnologia não faz truques de magia. Estamos a utilizar demasiada energia, e não podemos substituir todo esse consumo com energias renováveis. Seria demasiado caro ou mesmo impossível. Daí, também, a importância da eficiência energética; ela viabiliza a nossa transição para formas de energia limpas.

Nos EUA cada habitação consome cerca de $2.000 em energia por ano, em média. Em Portugal e no Brasil esses valores são muito mais baixos, mas ainda assim são muito significativos, e podem ser reduzidos a uma pequena fracção, pelas vias referidas acima.

Edifícios eficientes libertam energia para a rede de transportes elétricosAs poupanças energéticas em edifícios libertam electricidade e gás para outros sectores

O pleno desenvolvimento das renováveis depende, pois, da eficiência energética dos nossos edifícios.

E é por isso que, por exemplo, a iluminação por via de lâmpadas incandescentes está a ser banida em todo o lado. Ela permitirá só por si, à escala mundial, “eliminar” largas dezenas de centrais a energia fóssil e nucleares.

Mais: a eficiência energética e edifícios energia zero permitem libertar eletricidade para as nossas futuras redes de transportes elétricos (imagem ao lado) e até para as nossas indústrias. Ver: Libertação de energia para o setor de transportes.

 

 

 

Top or Home PageConteúdo relacionado
Contents Topo .... Inicio