ClarabÓias em vidro, com e sem ventilaÇÃo (fixas)

Se vai instalar uma nova clarabóia, ou substituir uma clarabóia antiga, dê especial atenção ao tipo de vidro da mesma. Os painéis em vidro da clarabóia são um elemento chave para prevenir ganhos e perdas indesejadas de calor, e para controlar os raios ultravioleta e o excesso de luz.

Há um conjunto de pormenores associadas ao conjunto das clarabóias em vidro - incluindo pormenores de instalação - que fazem toda a diferença.

Clarabóias em vidro vs. Clarabóias em plástico: Vantagens e Desvantagens

As clarabóias plásticas (domos) são baratas, muito leves, e resistentes ao estilhaçamento; mas não são energeticamente eficientes, e em geral têm uma duração bem menor do que as clarabóias em vidro.

Além disso estas não descoloram, e o vidro não perde qualidade ao longo do tempo, ao contrário do que acontece com a grande maioria dos materiais plásticos.

Ao escolher clarabóias em vidro, prefira unidades com um baixo coeficiente de ganhos solares (abaixo de 0,3) e um baixo fator U (também inferior a 0,3, de modo a obter uma alta resistência térmica). São elementos críticos para evitar desequilíbrios térmicos e desconforto. Lembre-se de que as clarabóias podem ter um impacto térmico muito negativo na sua casa ou no seu lugar de trabalho. Não é por acaso que as clarabóias são pouco utilizadas no Brasil: elas podem ser uma fonte de sobreaquecimento, de raios ultravioleta, de desconforto...Clarabóias de vidro Simples, duplo e triplo

Os painéis em vidro das clarabóias são um elemento determinante da qualidade das mesmas; painéis duplos ou triplos, convenientemente articulados com a moldura, com preenchimento a árgon ou outro gás isolante, e questões como películas metálicas de baixa emissividade (nas partes internas dos painéis em vidro) são fundamentais para minimizar efeitos térmicos indesejados ou excesso de luz e UV - algo que é particularmente importante, tanto em climas temperados como o português, como nos climas quentes brasileiros.

Não transija, neste domínio. É o seu conforto e as suas faturas energéticas que estão em causa. Clarabóias com adequado vidro térmico têm um custo mais elevado, mas recompensam largamente.

As clarabóias em vidro podem parecer produtos simples, e algumas pessoas sonham em fazer elas próprias as suas clarabóias. Nada mais errado. Uma clarabóia de baixa qualidade é uma fonte de desconforto térmico, de infiltração de água, e de gastos energéticos. Clarabóias energéticamente eficientes e de qualidade são produtos testados por décadas de uso em múltiplos climas, a nível dos seus componentes e articulação. Mesmo a instalação de uma clarabóia é uma questão profissional. Não se quadra com opções «faça-o você mesmo».

Não basta vidros duplos ou triplos

Tenha em especial atenção os coeficientes associados ao vidro das clarabóias. Não basta vidros duplos ou triplos, e o uso de árgon ou outro gás de preenchimento.

Nota: o facto de uma clarabóia ter três painéis de vidro em vez de dois não as torna necessáriamente superiores. O tipo de películas metálicas associadas ao vidro e pormenores de composição e design, e de articulação com os elementos do telhado, são os fatores verdadeiramente determinantes da eficiência da clarabóia.

Tipo de vidro da clarabóia e materiais associados à moldura

Para além do número de painéis de vidro da clarabóia e da utilização de um gás de enchimento, preste atenção aos coeficientes térmicos do vidro (algo que, como dissemos, se associa a películas metálicas inseridas no seu interior) e à questão da moldura e aros.

Caixilhos e aros à base de alumínio ou aço são péssimos em termos térmicos, e são uma coisa do passado. A elevada condutibilidade térmica desses materiais será sempre uma fonte indesejada de transmissão calor, mesmo que o fabricante introduza quebras térmicas a nível da moldura.

Assegure-se de que molduras da clarabóia em vidro assegura elevados níveis de isolamento térmico: molduras em poliuretano ou outras equivalentes, são uma boa opção térmica.

Instalação de Clarabóias em Vidro: Materiais associados

Uma clarabóia em vidro típica inclui 1) uma boa moldura isolante (poliuretano de alta densidade...) mas também uma 2) tela impermeabilizantes de alta qualidade, articulada com os materiais que constituem a cobertura do telhado e 3) uma calha de drenagem (de modo a desviar a água da clarabóia).

Estes produtos combinam entre si, de modo a assegurar estanquicidade (selagem em relação à água da chuva) e qualidade térmica. Daí a importância de uma marca/fabricante reconhecido, com clarabóias testadas por muitos anos de uso, em contextos e zonas climáticas diferentes.

As clarabóias estão sujeitas a temperaturas e pressões extremas, e um mau design ou materiais de segunda podem facilmente transformá-las num pequeno pesadelo (prefira clarabóias validadas pela UL).Boas alternativas às clarabóias de vidro:
Claraboias tubulares (túneis de luz)
Claraboias de policarbonato com isolamento em aerogel.

Vidro das clarabóias: Coeficientes de eficiência térmica e de luminosidade

Esteja atento aos vários coeficientes térmicos associados às clarabóias em vidro:

1) o coeficiente associado aos ganhos solares (quanto mais baixo, melhor; aposte em valores abaixo de 0,3);
2), o coeficiente de resistência térmica (o valor U deve estar também abaixo de 0,3);
3) o coeficiente de bloqueio dos raios ultravioletas (que pode ir a valores da ordem de mais de 95%) e...
4) o coeficiente de transmissão de luz (VT): um coeficiente mais alto, permite uma maior transmissão de luz; um coeficiente baixo (abaixo dos 60%, digamos) reduzirá essa transmissão.

É algo que deve ser equacionado em função da posição da clarabóia no telhado, e das necessidades de luz natural.

Sobre os coeficientes técnicos do vidro das clarabóias (e janelas) ver: National Fenestration Rating Council

Claraboia em vidro, com ventilação naturalClarabóias em vidro: fixas e ventiladas

Uma das razões da popularidade das clarabóias em vidro é o facto de elas poderem proporcionar ventilação natural - algo que as clarabóias tubulares e a grande maioria das clarabóias acrílicas e em policarbonato não podem proporcionar.

Trata-se de um elemento a considerar e que pode ser importante em termos de estratégias de climatização; as clarabóias deverão nesse caso combinar com janelas e outras aberturas a nível das partes inferiores do edifício, de modo a assegurar correntes convectivas (o ar mais fresco de certos períodos do dia ou da noite entra por essas aberturas inferiores, obrigando o ar quente a nível da residência/edifício a sair pela clarabóia).

Embora possam haver pequenas diferenças de preço (as clarabóias em vidro fixas são tipicamente mais baratas) e pequenas diferenças a nível de risco de infiltração de água (as clarabóias fixas asseguram uma maior estanquicidade), isso não é razão para não optar por clarabóias de vidro com ventilação. Os riscos ou as diferenças de preço são normalmente pequenas e podem ser muito esbatidos por via da opção por uma marca/fabricante altamente reputada.

Preços, fabricantes e marcas de Clarabóias em Vidro

A oferta de clarabóias em vidro está muito centrada em alguns poucos fabricantes.

Em termos internacionais a Velux constitui uma referência incontornável. Trata-se do líder mundial, a grande distância de outros fabricantes, embora a sua presença no Brasil seja apenas indireta (ao contrário do que acontece por exemplo em Portugal: ver Velux Portugal).

No Brasil, não é fácil encontrar clarabóias de vidro em grandes retalhistas não especializados. Grandes empresas multinacionais trabalhando em clarabóias de vidro - Saint Gobain Brasil e Dupont Brasil - estão sobretudo orientadas para grandes clientes.

Em Portugal os preços das clarabóias de vidro podem oscilar entre os €130 para uma pequena unidade (45cm x 45 cm) com abertura manual, lateral ou projetante, e preços de €400 ou €500, para clarabóias de grandes dimensões, com abertura elétrica e vidros térmicos especiais.

No Brasil será difícil encontrar clarabóias em vidro a preços inferiores a R$400, mesmo para os tamanhos mais modestos.

Há que não que esquecer que os preços das clarabóias em vidro variam em função de fatores como a instalação e as dimensões da clarabóia, mas também de fatores como a abertura ou não (para efeitos de ventilação), o tipo de abertura (elétrica, manual, comandada...), isolamento, características dos painéis de vidro e materiais de enchimento dos painéis.

Evite clarabóias de vidro baratas de fabricantes desconhecidos, mesmo que a diferença de preço em relação a outros fabricantes seja significativa (o que normalmente não acontece). Se pretender uma clarabóia muito mais barata do que os preços referidos acima, é preferível optar por clarabóia plástica/domo de policarbonato ou acrílica.

 

 

 

 

 

Top or Home PagePáginas sobre clarabóias
Contents Topo .... Início