ar condicionado de janela, split, multiplit, portÁtil ou central?

Qual o melhor tipo de ar condicionado?

- os monoblocos instalados em janelas, compostos por uma só unidade,
- os sistemas AC split, compostos por duas unidades, uma no interior e outra no exterior do edifício.
- os sistemas AC multi-split, envolvendo uma unidade no exterior do edifício, e duas ou mais nas vários divisões interiores do edifício?
- os sistemas de AC portáteis de ar condicionado?
- os sistemas centrais, envolvendo condutas de distribuição de ar climatizado, desenhados para aquecer todo um edifício?

A resposta não é imediata, embora se possa afirmar que em geral os sistemas portáteis são ineficazes e uma má opção, e que os sistemas de AC centrais envolvem grandes perdas de ar climatizado a nível da distribuição, e são caros.

Segue-se uma análise breve de cada um dos tipos de ar condicionado, e dos seus prós e contras.

Monoblocos AC de janela

Pode ser uma boa opção para estratégias de climatização de uma só divisão ou parte de um edifício. É uma opção barata e comum.

Há que ter em conta a eficiência do aparelho (prefira aparelhos da classe A) e a sua capacidade de remoção de humidade (em regiões húmidas).

Sistemas split e multi-split

São a opção mais comum no Brasil e em Portugal. E quase sempre a mais ajustada e vantajosa.

Os sistemas split (com uma só unidade interior) são normalmente mais eficientes energeticamente do que o AC de janela, referido anteriormente. Mas há que verificar a sua classe energética.

Os sistemas multi-split são em geral uma boa alternativa aos sistemas de ar condicionado central.

Eles são muito mais baratos, têm baixos custos de instalação e não estão sujeitas às perdas de ar climatizado dos sistemas centrais. Ou seja: os seus custos operacionais podem também ser muito mais baixos (tanto mais que são por natureza sistemas de climatização divisão a divisão). E também requerem menos manutenção.

Os sistemas split e multi-split são também uma opção versátil em matéria de instalação, sendo bastantes comuns os modelos de parede e teto.

Os sistemas de AC portáteis

São por norma uma má opção. Eles são muito ineficazes, energeticamente, nomeadamente os sistemas não ventilados.

Os sistemas portáteis não ventilados não arrefecem as divisões onde estão instalados; basicamente eles limitam-se a produzir frio numa certa parte da casa ou da divisão onde estão instalados, ao mesmo tempo que aquecem outra parte.

Muitos portáveis vêm com um kit de ventilação o que melhora a eficácia do aparelho. Mas a montagem desse kit (numa janela, porta, ou noutro local) pode não ser fácil, e torna o sistema portátil num sistema basicamente fixo. Os sistemas com duplo sistema de ventilação (com una mangueira de extração de ar quente e outra para trazer ar exterior) são em geral mais eficazes que os sistemas com uma única mangueira.

Sistemas centrais de AC

Os sistemas de AC tradicionais são uma fonte frequente de temperaturas inconsistentes, para além de serem caros em termos de compra, instalação, manutenção e operação.

Os novos sistemas são muito mais eficientes que os antigos, e podem reduzir em muito os gastos em eletricidade, sem estarem sujeitos aos problemas dos sistemas de há alguns anos atrás. Mas são uma opção cara e quase sempre injustificada.

Ver: Sistemas centrais de AC

 

 

 

Top or Home PageConteúdo relacionado
Contents Topo .... Inicio