O futuro ambiental do planeta depende largamente dos arquitetos

Como é que você reagiria se lhe dissessem que o futuro do nosso planeta, em termos ambientais, depende largamente das opções dos arquitetos e das escolas de arquitetura?

Provavelmente encolheria os ombros e acharia um exagero, ou uma afirmação deslocada.

Alternativas aos edifícios de alto consumo energético

Mas há um certa perspetiva em que o nosso futuro ambiental depende de facto largamente dos arquitetos, pelo menos se aceitarmos que eles são capazes de influenciar significativametne as decisões dos proprietários dos edifícios.

Há que não esquecer que os edifícios – incluindo habitações mas também as escolas, hospitais e edifícios comerciais e de serviços – são os maiores consumidores mundiais de eletricidade e grandes consumidores de gás.

E que por essa via - em termos mundiais - os edifícios são os maiores consumidores de energia, à frente da indústria e dos transportes.

E como a energia está na base dos gases de estufa, não é difícil de deduzir os mecanismos através dos quais os arquitetos podem de facto ter um papel fulcral nestas questões, e uma enorme responsabilidade ambiental.

O que é que os arquitetos podem fazer?

Se aceitarmos que as escolhas a nível do desenho do edifício, da distribuição das divisões, que a sua orientação em relação ao sol, que as envolventes do edifício, que o tamanho e o número de janelas, que os níveis de isolamento térmico das paredes, tetos e pavimentos, ou que a eficiência das janelas e portas depende significativamente dos arquitetos, então de facto o futuro ambiental do nosso planeta depende imenso das escolas de arquitetura (que formam os arquitetos) e, claro está, dos arquitetos.

Edifícios de energia zero

Há que não esquecer que, hoje em dia, podem ser construídos edifícios de energia (quase) zero, isto é, edifícios que produzem toda ou grande parte da energia que consomem. Em vez de serem os grandes consumidores de energia que neste momento são, as nossas casas, escolas e outros edifícios podem ser desenhados e apetrechadas de forma a consumirem muito pouca energia - que por seu turno pode ser fornecida por painéis fotovoltaicos…

Não há nada de futurismo ou tecnologias de ponta, nesta matéria. A própria União Europeia prevê que os novos edifícios venham a ser edifícios energia zero, a partir de 2020.

Infelizmente...

Infelizmente... a maioria dos arquitetos está desinformada.

Infelizmente, muitos deles seguem a onda de concepções deslocadas e sonhos tolos de moradias de grandes dimensões ou com pormenores (como excesso de vidro, ou de pés altos, por exemplo) que esbanjam enormes quantidades de energia.

Infelizmente muitos arquitetos, mesmo quando informados, não conseguem convencer os seus clientes de que os edifícios que pretendem são uma má opção energética e ecológica.

Arquitetura erros construção

arquitetura e design de construção

Veja pormenores e histórias ilustradas (infográficos) sobre estas matérias, no nosso site:

Infográficos animados:

Erros na construção de edifícios
Arquitetura tradicional & Mudanças climáticas
Arquitetura, Erros
Mensagem do seu Município sobre Novos Edifícios
Edifícios Energia Zero

Outros infográficos:

P6 - O que deve pedir ao seu arquiteto
P40 - Os arquitetos podem fechar centenas de centrais nucleares e a carvão.
P65 - O papel das Escolas de arquitetura e construção civil no nosso futuro ambiental
P77 - Eles não pagam as faturas energéticas nem os custos ambientais
P7 - A eficiência energética de edifícios é bastante mais do que apenas equipamento
P10 - Edifícios Energia Zero (Quase)
P45 - Aposte numa casa confortável, não numa casa grande
P57 - Como obrigar os construtores e proprietários a construir casas de baixo consumo energético?
P66 - Escolha de um apartamento confortável e amigo do ambiente
P67 - Moradias confortáveis e amigas do ambiente
P75 - A localização e a orientação dos edifícios: impacto ambiental e energético
P76 - Tornar as casas e edifícios mais confortáveis e amigas do ambiente

 

 

 

 

Top or Home PageConteúdo relacionado
Contents Topo .... Início